Pei Chen/AFP
Pei Chen/AFP

Pequim quer transformar Taiwan na 'próxima Hong Kong', diz ministro taiwanês

Ilha recebe o secretário de saúde americano, Alex Azar, a maior autoridade do país a visitar Taiwan desde 1979, quando os EUA romperam relações com Taipei

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de agosto de 2020 | 04h00

A China quer transformar Taiwan, um território democrático, na "próxima Hong Kong", denunciou nesta terça-feira, 11, o ministro taiwanês de Relações Exteriores, Joseph Wu, após uma reunião com o secretário de Saúde dos Estados Unidos, Alex Azar, que realiza uma histórica visita a Taiwan, muito criticada por Pequim.

"Nossa vida diária é cada vez mais difícil, enquanto a China continua pressionando para que aceitemos suas condições políticas, condições que farão de Taiwan a próxima Hong Kong", declarou Wu à autoridade americana. 

Em Hong Kong, a repressão política tem se intensificado desde que entrou em vigor, no final de junho, a lei de segurança nacional imposta por Pequim

Dezenas de ativistas pró-democracia foram detidos, ao mesmo tempo em que vários candidatos de oposição foram desqualificados das eleições. 

A crescente interferência da China em Hong Kong preocupa Taiwan, ilha de 23 milhões de habitantes. 

Pequim considera Taiwan uma província rebelde que deveria voltar ao seu domínio, até pela força se for necessário. 

Alex Azar, que faz uma visita de três dias à ilha, é a autoridade americana mais importante a visitar Taiwan desde 1979, quando os Estados Unidos romperam relações diplomáticas com Taipei para reconhecer o governo comunista estabelecido por Pequim como o único representante da China. 

A viagem acontece em um contexto de tensão entre a China e os EUA por diversos motivos, entre eles a questão de Hong Kong, o novo coronavírus e assuntos comerciais. 

Na segunda-feira, o Ministério da Defesa taiwanês afirmou que caças chineses fizeram uma breve incursão além da linha do Estreito de Taiwan, que Pequim e Taipei consideram como "fronteira" entre os dois locais. 

Durante a visita, Azar elogiou a democracia de Taiwan e a política de combate ao novo coronavírus adotada pela ilha./AFP

Tudo o que sabemos sobre:
China [Ásia]Hong KongTaiwan [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.