Pequim se irrita com americanos

Em dezembro do ano passado, bem antes de o prisioneiro político chinês Liu Xiaobo ganhar o Nobel da Paz, o governo americano pediu a libertação do ativista. O pedido irritou o governo chinês, que exigiu que a Casa Branca desistisse de usar os direitos humanos para interferir em assuntos internos de Pequim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.