Pequim tem primeira morte relacionada à virose mortal

A capital da China registrou a primeiramorte decorrente de uma doença viral, conhecida como doença daMão, Pé e Boca, e as autoridades tentam impedir o avanço davirose a apenas três meses do início dos Jogos Olímpicos nacidade. A porta-voz da Agência de Saúde de Pequim, Deng Xiaohong,disse que um bebê de 13 meses do distrito de Changping, nonorte da cidade, morreu a caminho do hospital no domingo. AProvíncia de Hubei, ao sul de Pequim, também confirmou a mortede uma criança vítima da doença, elevando o total nacional demortos a 42. A funcionária do departamento de saúde disse que a criançade Pequim teve um exame com resultado positivo para oenterovírus 71 (EV71), um vírus que causou a maioria das mortesprovocadas pela doença da Mão, Pé e Boca, que começou semanasatrás na província de Anhui, no leste da China.Deng disse também que outra criança morreu em decorrência dadoença em um hospital de Pequim, mas o caso seria registradocomo decorrente da província vizinha de Hebei, onde a criançacontraiu a doença. A doença da Mão, Pé e Boca é comum entre crianças na China,com um grande número de casos registrados, mas a atual epidemiacausada pelo vírus EV71, que pode causar uma forma mais graveda doença, é caracterizada por febre alta, meningite eparalisia. Não há vacina ou agente antiviral existente para tratar ouprevenir o EV71. O entenoviris se espalha principalmenteatravés do contato com bolhas e fezes de pessoas contaminadas. Mais de 27.500 casos foram notificados na China até aúltima sexta-feira, de acordo com a agência de notícias Xinhua.O número de casos na província de Anhui começou a diminuir.Outras mortes foram registradas em Guangdong, Hainan e Guangxi. (Por Ken Wills)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.