Peres será o número dois de Israel, depois de Sharon

Como resultado de histórico acordo, o líder trabalhista, Shimon Peres, será o segundo homem mais importante do governo israelense depois do primeiro-ministro conservador, Ariel Sharon, anunciou hoje oficialmente um porta-voz governamental. Peres ocupará o cargo de "vice-primeiro-ministro alternativo, sem ferir as atribuições do atual vice-primeiro-ministro, Ehud Olmert" .O acordo, firmado entre o dirigente trabalhista Chaim Ramon e Yoram Rabed, representante do Likud, estabelece que Peres "será nomeado número dois do Executivo e ministro mais importante depois do chefe do governo" - o que permitirá o ingresso do Partido Trabalhista na coalizão governamental.Isso permitirá a Sharon levar adiante sua política de remoção de assentamentos judaicos na Faixa de Gaza e na Cisjordânia, duramente criticada por partidos religiosos ultraconservadores que apoiavam o governo.No campo militar, Israel voltou a invadir o campo de refugiados Jan Yunes, no sul de Gaza, matando sete palestinos e ferindo mais de uma dezena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.