Peretz congela planos de novo assentamento na Cisjordânia

O ministro da Defesa de Israel, Amir Peretz, ordenou congelar os planos para construir um novo assentamento judaico no norte da Cisjordânia, informou nesta sexta-feira a rádio pública israelense.O assentamento, com cerca de cem casas, seria construído no norte do vale do Jordão para um grupo de colonos evacuados da Faixa de Gaza em agosto de 2005.Segundo a fonte, as pressões internacionais e do Partido Trabalhista convenceram Peretz da necessidade de congelar o projeto, que ele mesmo tinha aprovado em dezembro.A nova colônia, chamada Maskiot, é a primeira aprovada pelo governo israelense em 10 anos e está projetada para uma região que Israel pretende anexar.Dubi Tal, diretor do Conselho Regonal do vale do Jordão, comunicou que apelará ao primeiro-ministro, Ehud Olmert, para que ordene a Peretz que leve o projeto adiante.Menina palestina morreO hospital Hadassah de Jerusalém informou que a menina palestina de 10 anos que foi internada na terça-feira com ferimentos na cabeça morreu na quinta-feira à noite e nesta sexta-feira foi desligada dos aparelhos.Abir Al-Aramin, de 10 anos, ficou gravemente ferida na terça-feira quando agentes da Polícia de Fronteiras israelense reprimiam uma manifestação de palestinos na aldeia de Anata, próxima a Jerusalém.Segundo as suspeitas, a menina sofreu o impacto na cabeça de uma bomba de efeito moral quando estava no horário de recreio no pátio da escola.Para investigar a causa da morte, o corpo da menina foi levado sexta-feira para o Instituto Forense de Abu Kabir, em Tel Aviv. A Polícia israelense também abriu uma investigação sobre o caso e pediu à Polícia de Fronteiras os detalhes dos incidentes para tentar identificar o que causo a morte da menina.Abir Al-Aramin é filha de um conhecido ativista e co-fundador de um movimento israelense-palestino por uma solução pacífica para o conflito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.