Raúl Martínez / EFE
Raúl Martínez / EFE

Perfil: Lacalle Pou, herdeiro de um clã de políticos tradicionais

O candidato do Partido Nacional busca a presidência do Uruguai pela segunda vez

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2019 | 08h52

A eleição presidencial de domingo, 24, no Uruguai deu uma pequena vantagem de 28 mil votos ao senador conservador Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional, sobre Daniel Martínez, candidato do governista Frente Ampla. 

Lacalle Pou é filho do ex-presidente Luis Alberto Lacalle (1990-1995) e da ex-senadora Julia Pou. É o herdeiro de um movimento político conhecido no Uruguai como “herrerismo”, uma referência a seu bisavô paterno, Luis Alberto de Herrera, que integrou um Executivo colegiado na década de 50. 

Para Entender

Cenário: Mais uma mudança de poder à vista na América Latina

Com os governantes passando por dificuldades em toda a América Latina, a guinada à direita no Uruguai ficou clara nas eleições gerais de 27 de outubro

Lacalle Pou é o segundo de três irmãos. Tinha 16 anos quando seu pai se tornou presidente do Partido Nacional, posição hoje ocupada por ele.

Deputado entre 2000 e 2015, e senador desde 2015 - até renunciar para se dedicar à atual campanha -, ele é amante do mar, da natureza e, às vezes, define-se como um biólogo “frustrado”. 

Casado e pai de três filhos, Lacalle Pou busca a presidência pela segunda vez. Em 2014, ele foi derrotado no segundo turno pelo atual presidente, Tabaré Vázquez, do Frente Ampla.

Em seu programa de governo, ele promete combater a criminalidade e reduzir os gastos do Estado para superar o persistente déficit fiscal de 4,9% do PIB uruguaio. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.