Peronismo escolherá em fevereiro o candidato à presidência

O diretório nacional do Partido Justicialista (PJ, Peronista) decidiu que as eleições internas serão realizadas em 23 de fevereiro de 2003, faltando somente dois meses para o primeiro turno das eleições, marcado para o dia 27 de abril de 2003. O PJ decidiu a data para escolher seu candidato num momento em que a União Cívica Radical (UCR) tenta definir seu representante nas eleições de abril do ano que vem em meio a denúncias de fraude. A convenção dos radicais foi realizada no último domingo e até o momento não se conhece o vencedor da votação, porque ambos os candidatos denunciam fraude na apuração dos votos. Os senadores Leopoldo Moreau e Rodolfo Terragno se consideram os vencedores, apesar de a contagem dos votos ter sido interrompida ontem e hoje por diversas vezes. O primeiro mantinha 49,15% dos votos apurados, enquanto o segundo possuía 50,12% dos votos. Não existe previsão de término da apuração, nem de solução para o problema. Alguns radicais já falam em repetir a votação nos distritos mais denunciados: em Chaco e na província de Buenos Aires.

Agencia Estado,

17 Dezembro 2002 | 17h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.