Personalidades irão a Cuba para festejar aniversário de Fidel

Personalidades e famosos de pelo menos 70 países se preparam para viajar a Cuba para participarem das celebrações dos 80 anos de Fidel Castro, cuja presença em algumas das atividades programadas para a comemoração ainda é incerta.Segundo um comunicado da equatoriana Fundação Guayasamín, encarregada de organizar uma palestra sobre o líder cubano, um concerto e uma exposição, até agora cerca de 1.300 estrangeiros já se inscreveram para participar dos atos.Criada pelo pintor Oswaldo Guayasamín, a fundação havia preparado suas homenagens para 13 de agosto - dia do aniversário de Fidel -, mas, em 31 de junho, o presidente delegou o poder ao irmão Raúl Castro devido a problemas de saúde e às festividades foram postergadas para 2 de dezembro.Atualmente, Raúl, vice-presidente e ministro da Defesa, é o titular do governo; um movimento que gerou especulações sobre o futuro da ilha comunista.Entre os nomes confirmados pela fundação encontram-se o poeta brasileiro Thiago de Mello, o Prêmio Nobel de Literatura Gabriel García Márquez (Colômbia) e seu colega equatoriano Jorge Enrique Adoum.Do mundo político, destacam-se a ex-primeira-dama francesa Danielle Mitterrand, várias Mães da Praça de Mayo e o ex-presidente do Equador Rodrigo Borja.Estarão também em Cuba artistas como o ator francês Gerard Depardieu, a cantora sul-africana Miriam Makeba, o cineasta argentino Fernando Pino Solanas e a atriz mexicana María Rojo.Embora a presença de Fidel nunca seja anunciada previamente por motivos de segurança, desta vez surgiram toda a sorte de rumores em virtude da falta de informações sobre sua saúde.Até agora membros de seu governo se mostraram otimistas sobre o retorno de Fidel ao poder pleno, enquanto insistem que haverá continuidade do modelo político e social de Cuba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.