Carlos Mamani/AFP
Carlos Mamani/AFP

Peru denuncia 'fake news' vinculando antenas de telecomunicação à covid-19

Governo denuncia campanha nacional de notícias falsas compartilhadas pelas redes sociais que visa provocar pânico entre a população

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de julho de 2020 | 18h33

LIMA - O governo do Peru denunciou nesta terça-feira, 14, uma campanha nacional de notícias falsas compartilhadas pelas redes sociais que visa a provocar pânico entre a população, fazendo-a acreditar que antenas de telecomunicação contribuem para a propagação do novo coronavírus.

"As antenas são instaladas para que mais peruanos tenham comunicação e acessem os benefícios tecnológicos, não têm relação alguma com a propagação da covid-19, como se desinforma tendenciosamente pelas redes sociais, com o único propósito de provocar pânico", informou o Ministério dos Transportes e das Comunicações em um comunicado.

O ministério exortou consultar as autoridades correspondentes "devido à difusão constante nas redes sociais e páginas na internet de informação falsa, 'fake news', com relação a uma suposta relação da pandemia de covid-19 com a implantação de infraestrutura de telecomunicações, como torres e antenas".

Além disso, insistiu em que não existe evidência científica que vincule a tecnologia à pandemia, lembrando que em abril a Organização Mundial da Saúde (OMS) descartou que o vírus possa se espalhar por ondas de rádio ou de redes móveis.

"É imprescindível garantir a segurança da infraestrutura de telecomunicações, ainda mais nestes tempos de trabalho remoto e educação à distância", informou o ministério em alusão a possíveis atos violentos contra as antenas.

Em junho, camponeses de uma localidade andina retiveram oito trabalhadores que consertavam uma antena de telecomunicações por acreditarem que estavam instalando uma de tecnologia 5G (quinta geração) e, por isso, poderiam contrair a covid-19.

Aquele incidente ocorreu na província de Acobamba, 525 km a sudeste de Lima, na comunidade camponesa de Chopcca.

O Peru não tem tecnologia 5G, mas sua implementação trará amplas vantagens competitivas ao mercado, informou o ministério. / AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.