Peru entrega ao Chile informe sobre extradição de Fujimori

O Peru entregou nesta terça-feira à Justiça chilena seu informe final no processo de extradição do ex-presidente peruano Alberto Fujimori, acusado de abuso dos direitos humanos e corrupção. O informe, apresentado nos tribunais em Santiago, inclui mais provas contra o ex-dirigente, que governou o Peru entre 1990 e 2000."Teremos uma série de testemunhos, de colaboradores eficazes, perícias em que se demonstram de maneira categórica, não somente os indícios razoáveis, mas comprovação de culpa" de Fujimori, disse em Lima o procurador peruano Carlos Briceño, em entrevista à rádio CPN.Briceño disse que participaram do informe, além dos relatórios de organizações internacionais que envolvem Fujimori "criminalmente", a Clínica Jurídica da Universidade de Washington e a Comissão de Juristas em Direitos Humanos de Genebra. "Eles dão o aval à extradição de Fujimori", disse. No começo de janeiro, a Justiça chilena encerrou as investigações no processo de extradição de Fujimori, de 68 anos, e pediu ao Estado peruano a elaboração de um informe final.Agora que o Peru entregou o documento, será a vez dos advogados de Fujimori fazerem o mesmo. Fujimori está em liberdade, mas não pode deixar o país, desde maio passado, depois de permanecer seis meses detido em uma delegacia após sua chegada a Santiago.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.