Peru incinera mais de nove toneladas de drogas

A Direção de Operações Especiais da Polícia Nacional do Peru incinerou mais de nove toneladas de drogas, cujo valor no mercado negro poderia chegar a US$ 630 milhões. O produto era composto por pasta de cocaína, cloridrato de cocaína, maconha, papoula, ópio e heroína. Os 9.466.090 quilos da droga foram confiscados em diferentes operações realizadas desde junho. A droga é avaliada em US$ 11 milhões no mercado peruano, US$ 225 milhões no americano, US$ 450 milhões no europeu e US$ 630 milhões na Ásia. De acordo com números do governo, 70 mil famílias peruanas produzem folha de coca - a base da cocaína - em 48 mil hectares, sendo que apenas 9 mil hectares são destinados ao uso legalizado e tradicional. Segundo o Relatório Mundial das Drogas 2006, do Escritório das Nações Unidas contra a Droga, o Peru é o segundo maior produtor de folha de coca e cocaína do mundo, depois da Colômbia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.