Peru: Legisladores abandonam coligação de Humala

Um grupo recém eleito de legisladores nacionalistas peruanos anunciou nesta segunda-feira que irá se opor à aliança liderada pelo candidato à presidência derrotado Ollanta Humala. O objetivo é formar um bloco parlamentar independente. Para os representantes, Humala se inclinou demais para a política "esquerdista"."Ollanta Humala abandou o caminho do nacionalismo, e fez um acordo real com o radicalismo que as pessoas rejeitaram", disse Carlos Torres Caro, que foi um dos candidatos a vice de Humala nas eleições de 4 de junho.Analistas políticos predizem que a rachadura no grupo de Humala enfraquecerá o candidato, que tinha conseguido 45 dos 120 acentos do Congresso peruano nas votações do dia 9 de abril.Ainda não está claro quantas cadeiras Humala perderá com a fissura. Torres Caro é acompanhado de pelo menos nove legisladores eleitos.Mas a imprensa local informa de 10 a 13 legisladores abandonaram o ex-candidato. Com a decisão, o grupo do presidente eleito Alan Garcia, o partido de centro-esquerda Apra, poderá maior bloco do Congresso, com 36 cadeiras.Torres Caro criticou a decisão recente de Humala de convidar movimentos de extrema esquerda para se juntar em sua coalizão para criar uma frente política maior ao governo de Garcia, que assume no dia 8 de julho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.