Peru permite o uso do Porto de Ilo e cede saída ao Oceano Pacífico para a Bolívia

AMÉRICA LATINA

, O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2010 | 00h00

O presidente do Peru, Alan García, renovou ontem a vigência de um acordo que dá aos bolivianos livre acesso ao Oceano Pacífico por pelo menos 99 anos. O documento - cuja versão original havia sido assinada em 1992 - atende a uma demanda histórica da Bolívia. O presidente boliviano, Evo Morales, avisou que "ter uma saída soberana ao mar é um direito irrenunciável" de seu país. García concordou e disse que a falta de acesso dos bolivianos ao Pacífico é uma "injustiça". Pelo acordo renovado ontem, os bolivianos poderão construir um atracadouro no Porto de Ilo, além de construir uma zona franca de comércio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.