Pesca em Gibraltar eleva tensão diplomática na Europa

Dezenas de pescadores espanhóis protestaram com seus barcos nas águas do Gibraltar neste domingo exigindo que os britânicos removam os 70 blocos de concreto que jogaram nos locais de pesca. A Marinha britânica e a polícia de Gibraltar impediram 35 barcos espanhóis de navegar na área disputada pelo Reino Unido e Espanha construindo um bloco de concreto, o que aumentou a tensão diplomática entre Londres e Madri.

LUCIANA ANTONELLO XAVIER, Agência Estado

18 de agosto de 2013 | 12h03

Cerca de 500 pessoas assistiram ao protesto de uma hora da costa de Gibraltar, muitos erguendo bandeiras de Gibraltar e britânicas. Os espectadores espanhóis se reuniram no porto de La Linea de la Concepcion, alguns com bandeiras da Espanha, vestindo camisetas onde se lia "Gibraltar é da Espanha".

"Nós só queremos enviar uma mensagem para Gibraltar", disse o líder da Associação de Pescadores de La Linea. "Tudo o que queremos é pescar onde sempre pescamos", acrescentou.

O governo de Gibraltar disse que o recife de concreto irá regenerar a vida marinha e que os poucos pescadores espanhóis que se concentravam naquela área para pescar mariscos, o faziam ilegalmente de acordo com as leis de Gibraltar.

O Reino Unido acusa a Espanha de retaliação ao impor controle alfandegário excessivo na fronteira de Gibraltar, levando a filas diárias de carro, que se arrastam por horas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosmarinha britânicarecife

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.