Jim Lo Scalzo/EFE
Jim Lo Scalzo/EFE

Para maioria das eleitoras americanas, Kamala Harris venceu o debate, aponta pesquisa da CNN

Cerca de sete em cada dez mulheres acreditam que a candidata democrata foi melhor que o republicano Mike Pence; resultado foi um empate técnico entre os homens

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de outubro de 2020 | 13h00

Uma enquete popular realizada pela CNN entre eleitores registrados para saber quem venceu o debate entre os candidatos a vice-presidente dos Estados Unidos realizado na noite de quarta-feira, 7, mostrou uma grande disparidade de resultado entre os gêneros. 69% das mulheres disseram que a candidata do Partido Democrata, Kamala Harris, foi melhor, ante 30% de votos para o candidato do Partido Republicano, Mike Pence; entre os homens, o número foi mais parelho. 48% disseram que Harris foi a vencedora ante 46% para Pence.   

A pesquisa também mostra a discrepância de gênero nos índices de aprovação: 49% dos homens têm opiniões favoráveis a Kamala; entre as mulheres, são 63%. Do outro lado, 50% dos homens têm opiniões favoráveis sobre Pence; para as mulheres, apenas 32%.

Na amostra geral, a candidata democrata saiu vencedora. 59% escolheram a senadora como triunfante ante 38% para vice-presidente do Partido Republicano.

Uma pesquisa anterior, também encomendada pela CNN, mostra que Kamala melhorou sua favorabilidade entre os votantes. 56% disseram antes do debate que tinham uma opinião favorável à democrata e 41% manifestaram rejeição. O índice de aprovação subiu para 63% e a rejeição para 34%.

Pence, por sua vez, permaneceu com os mesmos números de antes: 41% de opiniões favoráveis e 58% de rejeição. Nas eleições de 2016, Pence teve um aumento de 7% de aprovação pré e pós-debate.

Sobre a performance no debate, há outra disparidade na resposta para a pergunta sobre quem passou mais tempo atacando seu oponente. As mulheres disseram que Pence foi o candidato que mais dedicou tempo em ofensivas, 63%, ante apenas 27% para Kamala; entre os homens, 48% escolheram o republicano ante 45% votos para a democrata.

Por outro lado, o evento não parece mudar a opinião dos eleitores americanos. Mais da metade dos participantes (55%) disseram que o debate não muda na sua tendência de voto. A pesquisa ouviu 609 votantes por telefone e tem margem de erro de 5,3% para mais ou para menos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.