AFP PHOTO / POOL / MARTIN BUREAU
AFP PHOTO / POOL / MARTIN BUREAU

Pesquisa aponta que 82% dos franceses aprovam saída de Hollande da corrida presidencial

Sondagem do Instituto Harris Interactive mostra que apenas 4% dos entrevistados acreditam que a decisão do atual presidente francês é ruim

O Estado de S.Paulo

02 Dezembro 2016 | 07h44

PARIS - Uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira, 2, mostrou que 82% dos franceses aprovam a saída de François Hollande da corrida presidencial, na qual o primeiro-ministro, Manuel Valls, aparece como grande beneficiado.

Apenas 4% dos entrevistados acreditam que a decisão de Hollande de não concorrer é ruim, segundo uma pesquisa do Instituto Harris Interactive encomendado pela emissora RMC.

A sondagem aponta que 24% dos simpatizantes da esquerda apoiam o atual premiê nas primárias de seu partido, que acontecerá em janeiro. O número representa um avanço dos cinco pontos porcentuais com relação ao dia 21 de outubro.

A imprensa ecoa nesta sexta-feira diversas possibilidades, entre elas a renúncia nos próximos dias  de Valls, que no fim de semana deixou claro sua intenção de participar da candidatura socialista para as eleições presidenciais.

As primeiras reações entre os líderes socialistas, inclusive aquele que criticavam Hollande por sua orientação política, quiseram ressaltar a "dignidade" da decisão dele de não concorrer à reeleição.

O comissário europeu de Assuntos Econômicos, o socialista francês Pierre Moscovici, disse que foi "uma decisão difícil" para o chefe do Estado, que é "um homem excepcional".

Em entrevista à emissora Rádio Classique, Moscovici, que não quis entrar na questão sobre as pretensões de Valls, disse esperar que as primárias socialistas sirvam para "reconstruir" a esquerda e que "não seja um momento de divisão absoluta". / EFE

Mais conteúdo sobre:
França Eleições Manuel Valls

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.