Pesquisa aponta queda na aprovação de Bush

A taxa de aprovação do presidente dos EUA, George Bush, caiu para 76% em fevereiro, de 83% em dezembro, de acordo com pesquisa de opinião feita em todo o país pelo Instituto de Pesquisas da Universidade Quinnipiac, de Hamden (Connecticut). Os 1.107 entrevistados também deram taxas de aprovação aos principais integrantes do governo Bush. A maior taxa de aprovação é do secretário de Estado, Colin Powell, com 85%; a pior taxa é do vice-presidente Dick Cheney, com 58%. O secretário da Defesa, Donald Rumsfeld, tem 76% de aprovação; a conselheira de Segurança Nacional, Condoleezza Rice, e o secretário da Justiça, John Ashcroft, têm 65%; e o secretário de Segurança Interna, Tom Ridge, tem 59%. A melhor nota do presidente Bush foi para sua campanha de combate ao terrorismo no exterior, com 81% de aprovação, seguida pelas ações antiterrorismo dentro dos EUA, com 80%; a política externa em geral tem 72% de aprovação e sua política econômica, apenas 62%. Uma operação militar para remover do poder o presidente do Iraque, Saddam Hussein, teria apoio de 67% dos entrevistados. A pesquisa foi feita pelo telefone, entre os dias 13 e 19 de fevereiro; a margem de erro é de mais ou menos 3 pontos porcentuais. As informações são da Associated Press, citada pela Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.