Pesquisa aponta trotskista em 3º na França

O candidato da extrema esquerda à presidência da França, Jean-Luc Mélenchon, apareceu com 15% das intenções de voto e tomou o terceiro lugar nas pesquisas da ultradireitista Marine Le Pen, que ficou com 13,5%, segundo levantamento divulgado ontem pelo instituto LH2.

PARIS, / REUTERS, O Estado de S.Paulo

02 de abril de 2012 | 03h05

A menos de um mês das eleições, a sondagem voltou a mostrar o socialista François Hollande na dianteira, com 28% das intenções, enquanto o presidente Nicolas Sarkozy, que concorre à reeleição, aparece com 27,5%. A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos porcentuais para mais ou para menos.

A notícia de que Mélenchon tomou o lugar de Marine, mesmo diante de um empate técnico, levou simpatizantes às ruas em Grigny, subúrbio de Paris e reduto eleitoral do trotskista. O candidato apareceu para discursar. "Não permitam que seus bairros, seus subúrbios, virem desertos políticos", declarou.

O recado de Mélenchon foi claramente direcionado à porção da população que sente medo de represálias após os ataques perpetrados por Mohamed Merah no sul do país. Merah, francês de ascendência argelina, matou sete pessoas e foi cercado e morto pela polícia no dia 22, na cidade de Toulouse.

Em quinto lugar na pesquisa aparece François Bayrou, com 12%. A candidata do Partido Verde, Eva Joly, caiu para 2%. Os outros dois mencionados pelos eleitores, Philippe Poutou e Nathalie Arthaud, somam 0,5% cada um.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.