Pesquisa aponta vantagem de Obama sobre McCain

Uma pesquisa realizada pela CBS News e pelo The New York Times indica que o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, retomou uma pequena vantagem sobre o republicano John McCain. A sondagem mostra que Obama aparece com 48% das intenções de voto e McCain com 43%. A variação é de sete pontos porcentuais em apenas uma semana. A pesquisa divulgada vem à tona no momento em que se aprofundam as incertezas sobre a crise financeira nos EUA, considerada a mais grave desde a Grande Depressão, na década de 1930. Segundo o levantamento, os eleitores acreditam que Obama é o mais capaz de trazer a necessária mudança para Washington, com 65% contra 37%.A última pesquisa do Gallup também indica Obama com vantagem, porém com uma margem mínima de 2 pontos porcentuais, dentro da margem de erro. Nesta sondagem Obama aparece com 47% e McCain, com 45%. A principal preocupação dos eleitores nesta eleição é a economia, apesar das guerras no Iraque e no Afeganistão. Com o aprofundamento da crise financeira e gigantes do setor lutando para sobreviver, acabou a vantagem obtida por McCain logo após a convenção republicana - em grande parte por causa da indicação da governadora do Alasca, Sarah Palin, como vice na chapa da sigla.McCain ficou em uma posição difícil ontem. O republicano havia se posicionado na terça-feira contra um possível socorro do governo à companhia seguradora American International Group (AIG). O auxílio foi concedido e, na quarta-feira, McCain falou que era necessário, para que milhões de norte-americanos não fossem prejudicados. Obama subiu o tom nos últimos dias, martelando na tecla de que o rival era uma continuação da atuação republicana de desregular os mercados financeiros. O senador por Illinois atribui a atual crise em grande parte a essa atitude do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.