Pesquisa confirma favoritismo de Chávez nas próximas eleições

Uma nova pesquisa publicada nesta sexta-feira confirmou que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, é o candidato favorito nas intenções de voto para as eleições de 3 de dezembro, as últimas nas quais tentará a reeleição. Segundo a pesquisa da empresa Consultores 21, realizada entre 27 de janeiro e 7 de fevereiro e publicada pelo semanário "Quinto Día", Chávez teria entre 49,1% e 58,1% das intenções de voto em diferentes cenários. A porcentagem mais alta (58,1%), semelhante às obtidas pelo presidente nas urnas em 1998, 2000 e 2004, seria numa disputa entre Chávez e Teodoro Petkoff, um ex-guerrilheiro e ex-ministro, atualmente diretor de um jornal de Caracas, que recebeu apoio de 22,6% dos entrevistados. Chávez caiu para 56,5% diante de Manuel Rosales, um dos dois únicos governadores regionais da oposição, que obteve o apoio de 30,2% dos entrevistados. De acordo com o semanário, a empresa consultou 20.000 habitantes de 37 cidades principais e 66 localidades menores, mas baseou seus resultados em uma amostra de 1.500 casos. Ao apresentar aos entrevistados uma lista com doze nomes, entre eles dez líderes da oposição - incluindo Petkoff e Rosales, e dois chavistas, o vice-presidente José Vicente Rangel e o governador Diosdado Cabello, Chávez tornou a liderar nas intenções de voto com 49,1%. Diante da hipótese de votar em qualquer oponente de Chávez sem identificar um candidato, 37,2% indicaram que apoiariam o adversário do presidente, 9% disseram não saber ou não responderam, e 53,8% preferiram o atual governante. Autorizado pela constituição a concorrer a uma última reeleição em dezembro, Chávez disse que, se a oposição não apresentar candidatos - como nas eleições parlamentares há três meses - convocará um referendo para se apresentar em eleições posteriores, em busca de reeleições sucessivas e ilimitadas. Outras pesquisas divulgadas este ano também apontaram o favoritismo de Chávez, mas com outras porcentagens. A empresa Seijas afirmou que 60% dos entrevistados expressaram sua intenção de votar a favor do governante, enquanto a firma North American Opinião Research Inc. afirmou que Chávez teria 66%. Outra pesquisa divulgada em janeiro pela Datanálisis disse que 55% "estão abertos" a apoiar "alguma alternativa diferente" de Chávez, que teria o apoio de 45% dos consultados. O período oficial de apresentação de candidaturas estará aberto até o fim de junho, no entanto, a campanha eleitoral começará oficialmente no início do mês.

Agencia Estado,

17 Março 2006 | 16h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.