Pesquisa global aponta melhoria da imagem dos EUA no mundo

Para autores de estudo, 'efeito Obama' amenizou aspectos negativos da imagem dos EUA.

BBC Brasil, BBC

19 de abril de 2010 | 04h45

Uma pesquisa encomendada pelo Serviço Mundial da BBC indica que a imagem dos Estados Unidos nos outros países do mundo melhorou e que a do Irã piorou.

A enquete conduzido pela GlobeScan/PIPA ouviu 29.997 entrevistados em 28 países. Esta foi a primeira vez desde que a BBC começou a monitorar a percepção da imagem de determinados países, em 2005, que a imagem dos Estados Unidos no mundo é considerada, em média, mais como positiva do que negativa.

Na pesquisa, os entrevistados foram perguntados como avaliam a influência de 17 países do mundo, entre eles o Brasil.

Os resultados revelaram que os Estados Unidos são vistos de modo positivo em 20 dos 28 países pesquisados, com média de 46% dos entrevistados afirmando que veem o país mais como uma influência positiva no mundo, contra 34% dos que o veem mais como influência negativa.

Em comparação com o ano anterior, a visão positiva melhorou quatro pontos percentuais. Já a "rejeição" à influência americana caiu nove pontos percentuais.

Apesar de não ser o país visto mais favoravelmente pelos entrevistados, os Estados Unidos ultrapassaram a China, cuja influência é classificada como positiva em 15 países e por 41% dos entrevistados, em média.

Leia mais: A imagem do Brasil é vista como positiva por 41% dos entrevistados.

Efeito Obama

Segundo o presidente da GlobeScan, Doug Miller, "as pessoas ao redor do mundo hoje veem os Estados Unidos de maneira mais positiva do que em qualquer período desde a segunda guerra do Iraque. Enquanto sua imagem positiva ainda é menor do que a da Alemanha ou da Grã-Bretanha, a visão positiva do país certamente está subindo de novo".

"Depois de um ano, o 'Efeito Obama' parece ser real", disse Steve Kull, diretor da PIPA. "Sua influência sobre a visão das pessoas no mundo, no entanto, é mais de amenizar os aspectos negativos da imagem dos Estados Unidos, enquanto que os aspectos positivos ainda não receberam forte atenção."

A Alemanha permanece como o país com imagem mais favorável entre os outros (sua influência é considerada positiva por 59% dos entrevistados, em média), seguida pelo Japão (53%), Reino Unido (52%), Canadá (51%) e França (49%).

Em contraste, o Irã é o país cuja imagem é vista como menos positiva entre os entrevistados (apenas 15%), seguido pelo Paquistão (16%), Coreia do Norte (17%), Israel (19%) e Rússia (30%).

A imagem do Irã é vista como negativa pelos entrevistados de quase todos os países, com exceção do México e Paquistão. Em média, 56% dos entrevistados consideram sua influência negativa.

A imagem positiva do país caiu quatro pontos percentuais em relação ao ano passado. Em meio às negociações sobre novas sanções contra o Irã no Conselho de Segurança da ONU, a imagem negativa do país aumentou na Rússia (de 32% no ano passado, para 45%) e a visão positiva diminuiu na China (de 41%, no ano passado, para 30%).BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.