Pesquisa indica preferência por Obama na Europa

Uma pesquisa realizada em 12 países europeus mostrou certo otimismo sobre uma possível eleição do candidato democrata Barack Obama. O senador democrata é o preferido por 69% dos europeus consultados, ante 26% de seu rival, o republicano John McCain. Para 47% deles, a relação com os Estados Unidos vai melhorar caso Obama vença, em comparação com apenas 11% de seu adversário.Porém, a maioria também afirma não querer uma relação mais próxima com Washington, indicou a sondagem conduzida pelo Fundo Marshall Alemão dos EUA, uma instituição apartidária que promove a cooperação transatlântica, e pela Compagnia di San Paolo, um centro de pesquisas em Turim, Itália.Para 31% dos europeus, os Estados Unidos e a Europa devem ter relações mais próximas. O número é quatro pontos percentuais maior que o registrado na última sondagem, em 2006. Apenas 19% dos entrevistados aprovavam a política externa do presidente George W. Bush. Apesar de a pesquisa ter sido conduzida em junho, portanto antes da guerra entre Rússia e Geórgia, 69% dos americanos e 58% dos europeus demonstraram preocupação pelo comportamento de Moscou com seus vizinhos.Os países que participaram da pesquisa são França, Alemanha, Grã-Bretanha, Itália, Holanda, Polônia, Portugal, Eslováquia, Espanha, Turquia, Romênia e Bulgária. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.