Pesquisa mostra paridade entre Kirchner e Narváez

A votação na Argentina para renovar metade da Câmara (127) e um terço do Senado (24) terminou às 18 horas e os canais de televisão do país começaram a divulgar resultados das pesquisas de opinião. Segundo as tendências apuradas pela TN (Todo Notícias), "há paridade na Província de Buenos Aires entre os candidatos a deputado Néstor Kirchner (Frente para a Vitória, do governo), e Francisco de Narváez (Unión-Pro, de oposição), com uma leve vantagem para Kirchner".

MARINA GUIMARÃES, Agencia Estado

28 de junho de 2009 | 18h54

Para o analista político Rosendo Fraga, do Centro de Estudos Nova Maioria, "se a tendência de boca de urna confirma que há paridade em Buenos Aires (província) entre Kirchner e De Narváez, isso implica que o governo está perdendo pelo menos seis vagas na Câmara (por esta província) e isso, por sua vez, significa perder o controle da Câmara". O analista disse que a tendência de votos também mostra que há o risco de o governo perder a maioria no Senado. "Todos sabemos que governar sem o Congresso não é fácil e esse vai ser o grande desafio para o governo" de Cristina Kirchner.

A pesquisa de boca de urna da TN mostra também que em terceiro lugar na província de Buenos Aires ficaria a candidata Margarita Stolbizer, da União Cívica Radical. Na Capital Federal, os primeiros três lugares ficariam nas mãos da oposição, pela ordem, para Gabriela Michetti (Unión-Pro), Fernando Pino Solanas (Projeto Sul) e Alfonso Prat Gay (Acordo Cívico y Social). O candidato oficial, Carlos Heller, ficaria em quarto lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.