Pesquisa mostra vantagem eleitoral da oposição nos EUA

Em um mal sinal para o Partido Republicano em pleno ano eleitoral, o povo americano inclina-se fortemente na direção de dar à oposição democrata o controle do Congresso, o que forçaria o presidente George W. Bush a governar com um Legislativo hostil nos dois últimos anos de seu mandato presidencial. De acordo com pesquisa AP-Ipsos, os democratas têm 49% das preferências, contra 36% dos republicanos.A pesquisa foi realizada nesta semana, a mesma em que o lobista republicano Jack Abramoff declarou-se culpado de evasão fiscal, corrupção e concordou em ajudar os investigadores a processar congressistas e outros funcionários do governo.A aprovação do desempenho do presidente George W. Bush segue baixa - 40% nesta pesquisa, aproximadamente a mesma proporção da população que aprova a forma como o governo vem administrando a situação no Iraque."Não acho que alguém vá apertar o botão de pânico", disse Rich Bond, ex-presidente do Comitê Nacional Republicano. "Mas há uma percepção aguda do ambiente pesado em que ambos os partidos operam"."Se os democratas tivessem alguma liderança ou alguma mensagem, eles poderiam estar posicionados para um bom ano", declarou Bond. "Mas na ausência disso, eles não têm conseguido capitalizar nos erros republicanos".A inquietação do público com a liderança republicana na Casa Branca e no Congresso cria um ambiente favorável para os democratas, disse o consultor democrata Dane Strother. "O problema é que você não vota num partido. Você vota num membro do Congresso. E ainda falta um ano" para a eleição. Cerca de um terço do público, ou 34%, aprova o trabalho realizado pelo Congresso, e quase o dobro, ou 63%, desaprova, de acordo com a pesquisa, que ouviu 1.001 adultos entre os dias 3 e 5 de janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.