Pesquisas apontam vitória da direita em eleição francesa

Pesquisas dos principais institutos mostram que, no 2º turno, o bloco de centro-direita deve conquistar entre 341 e 350 cadeiras das 577 da Assembléia Nacional

Agencia Estado

18 Junho 2007 | 09h49

Os aliados do presidente conservador da França, Nicolas Sarkozy, conquistaram uma ampla maioria na eleição parlamentar deste domingo, mas não conseguiram garantir a vitória esmagadora esperada, segundo pesquisas divulgadas pela televisão. As pesquisas dos três principais institutos mostraram que, no segundo turno, o bloco de centro-direita de Sarkozy deve conquistar entre 341 e 350 cadeiras das 577 da Assembléia Nacional, contra 202 a 210 dos socialistas. Outros partidos de esquerda devem ficar com menos de 20 cadeiras. Pesquisas apontavam, depois do primeiro turno da eleição legislativa no dia 10 de junho, que o partido de Sarkozy conquistaria até 470 assentos, mas sua popularidade sofreu um golpe há poucos dias, depois de ministros terem admitido que um aumento de impostos estava sendo considerado. A União por um Movimento Popular (UMP), partido de Sarkozy, detinha 359 cadeiras e seus aliados do centro, 29, enquanto os socialistas tinham 149 cadeiras.

Mais conteúdo sobre:
sarkozy eleição francesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.