Pesquisas de boca-de-urna indicam vitória de Netanyahu

Pesquisas de boca-de-urna mostram que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, do Partido Likud, e seus aliados de direita venceram as eleições parlamentares realizadas nesta terça-feira em Israel, mas por uma margem menor do que a prevista. As urnas foram fechadas às 22h (horário local, 18h em Brasília).

AE, Agência Estado

22 de janeiro de 2013 | 19h33

De acordo com os levantamentos, o Likud conquistou 31 cadeiras, bem abaixo do esperado, mas com seus partidos aliados, nacionalistas e religiosos, a legenda de Netanyahu ainda deve conseguir formar um governo no Parlamento.

A maior surpresa foi recém-formado partido de centro Yesh Atid, liderado pelo âncora de televisão Yair Lapid, que deve ter obtido 19 cadeiras, bem acima do previsto.

Se esse resultado for confirmado, Lapid pode ser tornar um líder opositor ou buscar um cargo no gabinete, caso decida se unir à coalizão de governo de Netanyahu, embora seu partido tenha liderado uma série de manifestações contra a alta dos preços e o tratamento especial dado à comunidade ultraortodoxa do país.

"Eu acho que esta é uma clara declaração de que o povo de Israel quer uma direção diferente e um país que lide com todas as questões prementes no interior do país", declarou Rabbi Dov Lipman, também candidato do Yesh Atid.

No total, os partidos de centro-direita parecem ter conquistado uma maioria de 61 dos 120 assentos na Knesset, contrariando as pesquisas anteriores, que previam uma vitória esmagadora da direita, fato que pode complicar os esforços de Netanyahu de formar seu terceiro governo. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraeleleiçãoNetanyahu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.