Pesquisas em nove Estados-chave dão vantagem a Obama

Presidente está à frente em Michigan, Pensilvânia, Wisconsin, Minnesota, Carolina do Norte, Flórida, Iowa, Colorado e Nevada

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2012 | 03h03

Pesquisas eleitorais divulgadas ontem nos EUA deram vantagem para o presidente Barack Obama, que aparece à frente de Mitt Romney em nove Estados cruciais para definir o vencedor no Colégio Eleitoral americano. São eles Colorado, Carolina do Norte, Nevada, Iowa, Flórida, Minnesota, Michigan, Pensilvânia e Wisconsin.

As vantagens variam de 4 pontos porcentuais, como é o caso da Carolina do Norte, até 12 pontos, como ocorre em Michigan e Wisconsin. Na Flórida, a dianteira de Obama é de 5 pontos porcentuais. Os Estados-chave são assim chamados por terem uma maior concentração de eleitores moderados e por oscilarem a cada ciclo eleitoral entre republicanos e democratas.

As eleições americanas são indiretas. O vencedor em cada Estado ganha um número de delegados que votará por ele no Colégio Eleitoral. Esse número obedece a critérios demográficos. Quanto mais populoso o Estado, mais delegados elege. São necessários os votos de 270 delegados para garantir a vitória na eleição.

De acordo com o New York Times, se a eleição fosse hoje, Obama teria garantido 238 votos, que viriam de Estados onde o favoritismo democrata está consolidado. Romney teria 191 votos.

Assim, o caminho para a vitória democrata parece mais fácil. Basta o presidente obter mais 32 votos, que poderiam vir de apenas dois Estados: Ohio (18 votos) e Carolina do Norte (15 votos). Para Romney, o único caminho para a vitória seria virar a eleição em pelo menos oito desses nove Estados em que Obama aparece à frente. / NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.