Pesquisas mostram que Kerry alcança Bush

Novas pesquisas de opinião mostram que o candidato presidencial democrata, senador John Kerry, conseguiu eliminar a vantagem do presidente George W. Bush depois do primeiro dos três debates programados entre eles, e a menos de um mês antes da eleição de 2 de novembro. Uma pesquisa da revista Newsweek, a primeira feita desde o debate da noite de quinta-feira, mostrou Kerry ultrapassando Bush, com 47% das preferências contra 45% do presidente. O candidato independente Ralph Nader ficou com 2%. Na pesquisa anterior da revista, no começo de setembro, Bush ganhava de Kerry por 49% a 43%. Outra sondagem realizada depois que Bush discursou na Convenção Nacional Republicana em 2 de setembro dava ao presidente uma vantagem de 11 pontos sobre o senador de Massachusetts. Já a última pesquisa CNN-USA Today-Gallup mostra um empate entre Bush e Kerry, com 49% cada. Nader teria 1%. Na sondagem passada de meados de setembro, Bush era mostrado com 52% das preferências, contra 44% de Kerry e 3% de Nader. Tanto a pesquisa da Newsweek quanto a da CNN-USA Today consideram uma margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. Debate dos vices Os dois candidatos a vice-presidente dos EUA, John Edwards e Dick Chaney, enfrentam-se num debate marcado para a noite de terça-feira. Edwards é parceiro de chapa do democrata John Kerry, tem 51 anos e cumpre seu primeiro mandato eletivo, como senador. Edwards enriqueceu como advogado, notabilizando-se em casos de erro médico, nos quais conquistou indenizações milionárias para seus clientes. Partidários de Bush criticam-no pela inexperiência e por sua atuação nos tribunais. Cheney, o companheiro de George W. Bush na Casa Branca e na busca pelo segundo mandato, é um dos vice presidentes mais poderosos e atuantes da história americana. Seus detratores lembram que ele deixou a empresa Halliburton para concorrer à vice-presidência em 2000, e que a companhia foi contemplada com contratos para a reconstrução do Iraque.

Agencia Estado,

04 Outubro 2004 | 18h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.