Pesquisas não são confiáveis

No primeiro turno da eleição presidencial egípcia, o candidato da Irmandade Muçulmana, Mohammed Morsi, era apenas o quarto colocado, e acabou em primeiro lugar. Ele superou dois candidatos que estavam a sua frente nas pesquisas de opinião e ficaram de fora do segundo turno: o islâmico liberal Abdel Abou Fotouh e o ex-chanceler de Hosni Mubarak e secretário-geral da Liga Árabe, Amr Moussa.

O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2012 | 03h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.