Pesquisas sugerem 2º turno em eleição no Uruguai

Pesquisas sugerem que nenhum dos dois principais candidatos à Presidência do Uruguai conquistará a maioria dos votos válidos na votação de amanhã, levando a disputa para um segundo turno no dia 30 de novembro.

Estadão Conteúdo

25 de outubro de 2014 | 13h09

A coligação Frente Ampla, do atual presidente José Mujica, que ganhou notoriedade internacional por reformas sociais que incluem a legalização da maconha e do casamento gay, enfrenta o Partido Nacional, de centro-direita.

O candidato da Frente Ampla, Tabare Vazquez, de 74 anos, foi presidente do Uruguai entre 2005 e 2010. Seu principal oponente, o candidato do Partido Nacional, Luis Alberto Lacalle Pou, de 41 anos, é filho de um ex-presidente. Em um distante terceiro lugar está Pedro Bordaberry, do Partido Colorado, cujo pai foi eleito presidente e se tornou um ditador.

A pesquisa realizada pela Factum com 2.008 entrevistados entre 4 e 19 de outubro mostra Vazques com 44% das intenções de voto, seguido por Lacalle Pou, com 32%. Bordaberry tem 15% da preferência do eleitorado uruguaio. Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
Uruguaieleição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.