Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

Pete Buttigieg, secretário de Biden, e seu marido anunciam chegada de gêmeos

Uma foto em preto e branco, postada nas redes sociais, mostra o secretário de Transportes, ex-candidato à presidência dos EUA em 2020, e seu marido sorrindo

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de setembro de 2021 | 18h07
Atualizado 04 de setembro de 2021 | 18h17

WASHINGTON - O secretário de Transportes do governo Biden, Pete Buttigieg, o primeiro membro assumidamente gay do gabinete na história dos Estados Unidos, e seu marido, Chasten Glezman Buttigieg, apresentaram seus gêmeos nas redes sociais neste sábado, 4, após anunciarem em agosto que haviam se tornado pais sem mencionarem detalhes.

Uma foto em preto e branco, postada no Twitter e no Instagram, mostra os dois homens sorrindo, cara a cara, no que parece ser um quarto de hospital, cada um com um bebê enrolado em um cobertor estampado.

"Estamos muito satisfeitos em receber Penelope Rose e Joseph August Buttigieg em nossa família", escreveu Pete Buttigieg, que foi uma das estrelas das primárias democratas para a eleição presidencial de 2020.

"Chasten e eu estamos muito gratos por todos os votos de boa sorte que recebemos desde que anunciamos que nos tornamos pais" em 17 de agosto, tuitou o secretário de Transportes de 39 anos. Sua mensagem recebeu mais de 200 mil "curtidas" até as 17h deste sábado.

Pete Buttigieg foi prefeito de South Bend, uma cidade de médio porte no Estado de Indiana. Quase desconhecido do público em geral quando concorreu às primárias presidenciais democratas em abril de 2019, este ex-soldado que passou pelo Afeganistão teve uma carreira meteórica.

Ele é "a primeira pessoa abertamente LGBT nomeada para um cargo permanente no gabinete presidencial", de acordo com o Victory Institute./ AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Pete ButtigiegJoe Biden

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.