Petroceltic suspende operações no Curdistão

A companhia disse ainda que irá proteger seus campos na região e que está monitorando os eventos recentes para tomar novas medidas, se necessário

ALEXANDRE DALLARA, Estadão Conteúdo

11 de agosto de 2014 | 06h13

A petroleira Petroceltic, que possui campos no Oriente Médio e no Norte da África, anunciou nesta segunda-feira que vai suspender suas operações no Curdistão. A empresa informou em comunicado que não foi afetada pelos recentes conflitos na região, mas vai retirar os funcionários não essenciais e paralisar as explorações como medida preventiva.

A companhia disse ainda que irá proteger seus campos na região e que está monitorando os eventos recentes para tomar novas medidas, se necessário. O campo de Shireen-1, em Dinarta, está incluso na suspensão.

As regiões do norte e oeste do Iraque têm sido alvo de ataques dos militantes islâmicos que proclamaram o Estado Islâmico (antigo Estado Islâmico no Iraque e no Levante). Os conflitos mataram milhares de pessoas desde junho, quando o grupo tomou largas extensões de terra e dominou Mosul, a segunda maior cidade do país.

No fim da semana passada, após anúncio do presidente Barack Obama, os EUA iniciaram ataques contra os militantes sunitas no Iraque. Obama afirmou que continuará com os bombardeios aéreos "se necessário" para impedir um massacre de inocentes.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueviolênciapetroleira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.