Petroleiro é bombardeado e três ficam feridos, diz empresa estatal da Líbia

Um navio petroleiro da Líbia foi bombardeado neste domingo, quando preparava para descarregar em uma estação de energia na costa central do país, disse um porta-voz da estatal National Oil. A notícia é mais uma mostra do risco para essas embarcações, que navegam em águas do instável país do norte da África.

Estadão Conteúdo

24 de maio de 2015 | 12h29

O navio-tanque, contratado pela National Oil, foi atacado após chegar para desembarcar diesel em uma estação de energia em Sirte, segundo um porta-voz. "Ele foi bombardeado, mas ninguém sabe quem fez isso", disse o porta-voz.

Outro funcionário da empresa disse que o navio havia chegado para descarregar o combustível através de um oleoduto de dois quilômetros conectado à estação energética. Segundo a fonte, três pessoas se feriram, dois membros da tripulação e um trabalhador da própria estação.

Dois governos rivais, um em Trípoli e o outro no leste da Líbia com o apoio internacional, têm lutado pelo controle do país. A área de Sirte é controlada pelo governo de Trípoli, apoiado pelos islâmicos. Mas o Estado Islâmico tem ganhado território na região.

Em janeiro, o governo do leste bombardeou por engano um navio-tanque perto de Derna, uma área controlada pelo Estado Islâmico. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Líbiapetroleiroataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.