Petróleo fecha em queda com indicador fraco na Alemanha

Os preços do petróleo caíram, em reação ao fraco índice de confiança das empresas alemãs e ao rebaixamento das previsões do Goldman Sachs para os preços em 2015.

Estadão Conteúdo

27 de outubro de 2014 | 18h46

O índice de confiança do instituto IFO caiu a 103,2 em outubro, de 104,7 em setembro; outubro foi o sexto mês consecutivo de quedas no índice, o que fez crescerem as preocupações quanto à perspectiva da economia europeia. Os analistas do Goldman Sachs, por sua vez, rebaixaram sua previsão para o preço do petróleo Brent no primeiro semestre de 2015 para US$ 85 por barril, de US$ 100 na projeção anterior; sua previsão para o preço do petróleo WTI (West Texas Intermediate) foi rebaixada para US$ 75, de US$ 90 anteriormente.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o preço chegou a cair 1,7% pela manhã, para o nível mais baixo desde junho de 2012, em reação ao fraco índice de confiança das empresas alemãs do instituto IFO. A partir daí, investidores que apostavam em novas baixas viram-se obrigados a comprar. "Os preços caíram tão significativamente nos últimos dois meses que estamos nos aproximando de áreas onde as pessoas relutam em ficar mais a descoberto", disse Gene McGillian, da Tradition Energy.

Na Nymex, os contratos de petróleo bruto para dezembro fecharam a US$ 81,00 por barril, em baixa de US$ 0,01 (0,01%). Na Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo Brent para dezembro caíram US$ 0,30 (0,35%), para US$ 85,83 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
mundopetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.