Petróleo sobe 0,63% com apoio do Irã

Os contratos futuros do petróleo continuam subindo, diante da escalada do conflito entre israelense e palestinos e do início de posicionamento das nações árabes em relação ao embate. No início da manhã, o contrato de maio do petróleo cru avançava US$ 0,17 ou 0,63%, para US$ 27,05 o barril no pregão eletrônico da Nymex. Na Bolsa Internacional de Petróleo, em Londres, a alta era maior, com investidores ajustando os preços da commodity aos ganhos de ontem em Nova York, quando o mercado londrino estava fechado por causa de feriado. O contrato de maio do brent subiu US$ 0,73 ou 2,82%, para US$ 26,65 o barril. O Irã sugeriu nesta terça-feira apoiar a idéia do Iraque de utilizar o petróleo como arma contra Israel e os EUA. "Acredito que o mundo islâmico possui instrumentos suficientes para utilizar, mas tudo depende de uma decisão coletiva as Nações islâmicas", disse o ministro das Relações Exteriores do Irã, Kamal Kharrazi, durante a Conferência da Organização Islâmica, que acontece hoje na Malásia. Os comentários seguiram-se a outros realizados hoje e ontem pelo Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.