Pianista russo minimiza acusação contra ele de pedofilia

O famoso pianista russo e maestro Mikhail Pletnev qualificou hoje como um "escândalo trivial" as acusações contra ele, segundo as quais teria abusado sexualmente de um menino na Tailândia. Pletnev chegou à Macedônia para a abertura de um festival de música, no dia 12, no Ohrid Resort, onde ele regerá a Orquestra Nacional Russa.

AE-AP, Agência Estado

09 de julho de 2010 | 17h27

As autoridades da Tailândia prenderam Pletnev na segunda-feira, mas o liberaram após o pagamento de fiança, permitindo que ele deixasse o país ontem, com a condição de que retornasse após o concerto em Ohrid. Pletnev diz ser inocente. Falando em russo e com um intérprete, no aeroporto de Ohrid, Pletnev disse que "nós não temos tempo para isso, é um escândalo trivial".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.