Piloto do avião que lançou bomba sobre Hiroshima morre aos 92

General Paul Tibbets, capitão do Enola Gay, morreu em casa, após dois meses em péssimo estado de saúde

Agências internacionais,

01 de novembro de 2007 | 14h32

O comandante do avião B-29 que atirou a primeira bomba atômica, sobre a cidade japonesa de Hiroshima, durante a Segunda Guerra Mundial, morreu nesta quinta-feira, 1, aos 92 anos. O general Paul Warfield Tibbets Jr faleceu em sua casa, em Columbus, Ohio.   Veja Também:    Blog do Guterman: A morte plácida do homem que dizimou Hiroshima   A bomba de cinco toneladas "Little Boy" foi lançada na manhã do dia 6 de agosto de 1945, matando pelo menos 140 mil pessoas. Milhares faleceram depois em decorrência da radiação nuclear do artefato.   Um amigo do brigadeiro afirmou que Tibbets morreu após dois meses em péssimo estado de saúde.   O lançamento da bomba de Hiroshima marcou o início do fim da guerra no Pacífico. O Japão se rendeu pouco tempo depois do lançamento da segunda bomba atômica sobre a cidade de Nagasaki, em 9 de agosto de 1945.   No 60º aniversário do bombardeio, há dois anos, os três tripulantes do Enola Gay que ainda estavam vivos, entre eles Tibbets, afirmaram que eles não tinham como "voltar atrás". "A utilização da bomba atômica ocorreu em um momento necessário na história. Não tínhamos como voltar atrás."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.