Pilotos americanos vão poder viajar armados

O Senado norte-americano aprovou, por 87 votos a 6, um projeto de lei que permite que os pilotos de linhas aéreas tenham armas nas cabines. O governo do presidente George W. Bush, que se opunha à medida, mudou de idéia e deu apoio ao projeto, com a condição de que uma série de normas de segurança seja cumprida.O governo sugeriu que os cerca de 85 mil pilotos comerciais norte-americanos sejam treinados no uso de armas. O custo do treinamento e das medidas de segurança é estimado em US$ 900 milhões para o início do programa e mais US$ 250 milhões a cada ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.