Pilotos da Air France testam Concorde

Um avião Concorde da Air France fará uma série de vôos esta semana para treinar pilotos que não utilizam esse tipo de aeronave desde o acidente em julho do ano passado próximo do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. A Air France comunicou que o Concorde decolaria do aeroporto Chalons-Vatry, ao leste de Paris, para vários testes de vôos de meia e uma hora tanto hoje como amanhã. O objetivo é que os pilotos pratiquem manobras nas pistas, decolagens e aterrissagens.Os pilotos já estavam utilizando simuladores para praticar os vôos. Segundo a companhia aérea, após esses treinos "reais" seus pilotos estarão qualificados novamente a operar os jatos, que voam a uma velocidade duas vezes superior à do som. As duas companhias que possuem os supersônicos Concorde - a Air France e a British Airways deixaram de operar com as aeronaves depois que um Concorde da Air France pegou fogo minutos após decolar do aeroporto Charles de Gaulle, em 25 de julho do ano passado. Todos os 100 passageiros, na maioria turistas alemães, morreram, assim como os nove tripulantes e quatro pessoas que estavam em terra.Tanto a Air France como a British Airways têm testado as aeronaves remodeladas, que trazem pneus reforçados e modificações no tanque de combustível, medidas de segurança desenvolvidas depois do acidente. Os executivos do setor de aviação já haviam afirmado que o certificado que capacita as aeronaves ao vôo será conferido no início de setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.