Pedro Ugarte/ AFP
Pedro Ugarte/ AFP

Piñera diz que 'todos escutaram o recado' após protestos no Chile

Manifestantes se reuniram nas ruas de Santiago, na última sexta-feira, 25. Cerca de um milhão de pessoas participaram dos atos

AFP, Agências

26 de outubro de 2019 | 09h33

O presidente Sebastián Piñera, confrontado há uma semana por um movimento de revolta sem precedentes no Chile, afirmou nesta sexta-feira que "todos escutaram o recado" sobre as desigualdades sociais no país.

"A grande, alegre e pacífica passeata de hoje, onde os chilenos pedem um Chile mais justo e solidário, abre grandes caminhos de futuro e esperança", escreveu Piñera no Twitter sobre o protesto que reuniu cerca de 1 milhão de pessoas em Santiago.

"Todos escutaram o recado. Todos nós mudamos. Com união e a ajuda de Deus, vamos percorrer o caminho para este Chile melhor para todos".

Uma multidão ocupou o centro de Santiago nesta sexta-feira para exigir reformas em um sistema econômico que consideram desigual, e para denunciar o governo pelo emprego dos militares contra a pior revolta social em três décadas no Chile.


Veja fotos na galeria abaixo:


O protesto estudantil iniciado há uma semana contra o aumento na tarifa do metrô provocou uma grave crise social, onde manifestantes continuam nas ruas para exigir uma fatia maior da prosperidade que transformou o país em um dos mais estáveis da América Latina.

Incidentes isolados ocorreram em meio à gigantesca passeata, como diante do Palácio de La Moneda, sede do governo, onde as forças de segurança dispararam jatos d'água, bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha para dispersar os manifestantes, constatou a AFP.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.