Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Piñera lança pacote de reconstrução

Governo chileno injetará US$ 110 milhões nas áreas econômica e de habitação das regiões afetadas pelo terremoto

REUTERS E EFE, O Estadao de S.Paulo

20 de março de 2010 | 00h00

O governo do Chile anunciou ontem um plano de US$ 110 milhões para reerguer a economia, o setor habitacional e a educação das três regiões mais afetadas pelo terremoto de 8,8 graus na escala Richter que, no dia 27, deixou 452 mortos e 96 desaparecidos, segundo cifras atualizadas ontem pelas autoridades.

O pacote pretende reverter pelo menos parte das perdas, calculadas até agora em US$ 30 bilhões. Uma das medidas prioritárias será a construção de 20 mil casas pré-fabricadas, além da distribuição de 25 mil barracas. Outras 20 mil casas já estão sendo construídas por um programa paralelo.

A educação é a segunda área atendida. O início das aulas, previsto para o início do mês, foi adiado em diversas regiões. Aproximadamente 2.750 escolas foram danificadas ou saqueadas, deixando 1 milhão de crianças sem aulas. O governo anunciou ontem a criação de um fundo de obras de US$ 19 milhões exclusivo para as escolas, além de uma bolsa mensal de US$ 57 por seis meses para os universitários das regiões de O"Higgins, Maule e Biobío. "Esperamos que os alunos possam voltar às aulas em 26 de abril", disse o ministro da Educação, Joaquín Lavín.

Na economia, o governo dará prioridade às atividades pesqueiras, entregando US$ 4 mil por pescador que precise adquirir um barco novo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.