''Piñera trabalha no limite da ética e lei''

Outros segredos

, O Estado de S.Paulo

29 de dezembro de 2010 | 00h00

Em uma mensagem de outubro de 2009 vazada ontem pelo WikiLeaks, a diplomacia americana chama atenção para negócios "questionáveis" do atual presidente chileno, Sebastián Piñera. "Mas seus eleitores parecem desinteressados por essas acusações." Empresário bilionário, Piñera é acusado de ter usado informações privilegiadas em grandes transações. "Ele conduz a política e os negócios no limite da ética e da lei."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.