Pinochet deixa hospital militar

O ex-ditador chileno Augusto Pinochet, de 85 anos, deixou hoje o hospital militar de Santiago, depois de ter sido internado às pressas na sexta-feira. Um comunicado do hospital informou que o estado de Pinochet havia evoluído "de forma estável" e que os médicos "concordaram com seu pedido de continuar com o tratamento em casa". Pinochet, ex-homem forte do Chile entre 1973 1990, foi internado na sexta-feira apresentando "um episódio transitório" de má irrigação sangüínea no cérebro, "com comprometimento transitório da consciência", segundo informou o hospital. Hoje, Pinochet foi submetido a novos exames que constataram que o quadro inicial, de um pré-derrame cerebral, não mais existia.O juiz Juan Guzmán anunciará na próxima semana se levará ou não o ex-ditador a julgamento por responsabilidade nos crimes cometidos pela ?Caravana da Morte?, logo após o golpe de 1973 que derrubou o presidente Salvador Allende. Seus advogados sustentam que as ações judiciais contra ele devem ser arquivadas, alegando que problemas mentais e físicos do ex-ditador impediriam um "julgamento justo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.