Pinochet é internado com derrame

O ex-presidente chileno Augusto Pinochet foi internado neste sábado no hospital Militar de Santiago depois de sofrer um derrame, informaram fontes médicas. A condição de saúde do ex-ditador é estável. O general, de 89 anos, apresentava problemas motores e neurológicos, disseram os médicos. "Ele passou mal durante o café da manhã, perdeu os sentidos brevemente e os médicos decidiram enviá-lo ao hospital", disse o general da reserva Guillermo Garín, porta-voz da família.Nos últimos anos, Pinochet tem entrado e saído com freqüência do hospital. Médicos diagnosticaram demência moderada, diabetes e artrite. Ele também precisa usar marcapasso. O ex-general será submetido a exames.Neste sábado, o jornal britânico The Guardian revelou que a empresa britânica BAE Systems pode estar ligada a pagamentos feitos a Pinochet, relacionados a compras de armas realizadas pelo ex-ditador chileno. De acordo com o jornal, a comissão do Senado dos Estados Unidos que investiga contas milionárias de Pinochet no banco Riggs descobriu transações ligadas a compras de armas da empresa Royal Ordnance, uma subsidiária da BAE, feitas quando ele não era mais presidente do Chile, mas continuava como chefe das Forças Armadas.Segundo um documento obtido pelo jornal, Pinochet chegou a receber 1 milhão de libras, (US$ 1,7 milhão) depositadas em uma agência do Riggs em Londres. A BAE Systems recusou-se a comentar o assunto. O documento mostra que durante os anos 90, Pinochet viajou à Grã-Bretanha como convidado da BAE, que o convenceu a comprar um sistema de foguetes da Royal Ordnance.Na semana passada, Pinochet foi acusado de seqüestrar e assassinar pelo menos dez pessoas durante a Operação Condor nos anos 70, um plano para combater dissidentes em toda a América do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.