Pinochet obtém nova vitória judicial

O ex-ditador chileno Augusto Pinochet obteve uma nova vitória judicial ao conseguir que uma sala da Corte de Apelações aceitasse ouvir uma segunda apelação de seus advogados para que a Justiça revogue seu processo por acobertar homicídios e seqüestros. A magistrada Gabriela Pérez rechaçou nesta terça-feira um recurso de reposição da defesa de Pinochet no qual era pedida a anulação da sentença, mas em troca possibilitou um novo recurso. A segunda sala do tribunal de alçada, em uma decisão inapelável, rechaçou em 8 de abril outra apelação de Pinochet para que seu processo seja revogado, mas a defesa conseguiu uma segunda apelação sobre o mesmo assunto. Pérez substitui temporariamente o juiz Juan Guzmán, em viagem à Europa e que, antes de partir, na última sexta-feira, rechaçou a petição para revogar a causa. A defesa insistiu em um recurso de reposição, o qual Pérez rejeitou e substituiu por uma nova oportunidade de comparecimento perante uma Corte de Apelações. Pinochet, de 85 anos, recebeu alta nesta terça-feira do Hospital do Exército, onde foi submetido, nesta segunda-feira, a uma cirurgia para prevenir a infecção das membranas que envolvem o coração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.