Pinochet pode ir novamente a julgamento

O ex-ditador do Chile, Augusto Pinochet, perdeu sua imunidade e poderá ser julgado novamente por violações de direitos humanos, a menos que a Corte Suprema chilena reconsidere a decisão tomada hoje pela corte de apelações de Santiago, atendendo a solicitação do juiz Jan Guzmán. Pinochet pode agora ser levado à Justiça para responder pela morte de chilenos na chamada "Operação Condor", um plano conjunto de repressão implementado por governos ditatoriais da América do Sul nos anos 70 e 80. A defesa esperava que pelo menos fosse acolhida sua petição para que Pinochet, de 88 anos, fosse submetido a novos exames para determinar seu estado de saúde mental, por causa da idade. O presidente da Corte de Apelações, Juan González, não informou se Pinochet será submetido aos exames. A Corte Suprema havia acolhido em julho de 2002 o resultado de exames médicos que diagnosticaram demência do ex-ditador e determinaram sua iniputabilidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.