Pinochet recupera a liberdade

O ex-ditador Augusto Pinochetrecuperou a liberdade no mesmo dia em que foram desenterradosdois esqueletos de possíveis desaparecidos políticos durante oregime militar. Pinochet amanheceu nesta quinta-feira como um homemlivre, depois de permanecer 42 dias em prisão domicililar em suacasa de campo de Los Boldos, a 140 km a sudoeste de Santiago.Hoje pela manhã, Pinochet continuava no interior da casa, ondecostuma ser visto aos domingos, quando se dirige a uma pequenacapela, em suas dependências, para assistir à missa. Após a concessão, ontem, pela 5ª Sala da Corte deApelações, da liberdade provisória para Pinochet, o próximopasso no processo judicial deverá ser o fichamento do general,que consiste em fotografá-lo de frente e de perfil com um númerono peito e tirar as impressões digitais do ex-mandatário. "Isto significa que, se for pedida uma certidão deantecedentes de Pinochet, se comprovará que ele está em dívidacom a Justiça", disse o advogado Hiram Villagra. Nos próximos dias, a defesa de Pinochet pedirá à Cortede Apelações que seu processo seja arquivado porque, segundoseus advogados, as enfermidades que acometem o general não lhepermitem ter um julgamento justo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.