Pinochet reinicia luta para anular processo

O ex-ditador Augusto Pinochet, em prisão domiciliar desde esta quarta-feira, reiniciou nesta quinta-feira sua batalha judicial com dois recursos de apelação para tentar anular seu indiciamento por acusações de homicídios e seqüestros. As apelações deveriam ser resolvidas pela Sala de Verão da Corte de Apelações, mas é provável que sua defesa se utilize do direito de adiar uma vez a apresentação das alegações e assim ganhar tempo para apresentá-las em março, quando o caso será examinado pela 5ª Sala. A sorte interveio ontem a favor de Pinochet, e dois dos três membros sorteados para integrar a 5ª Sala são juízes que votaram contra a suspensão de sua imunidade parlamentar como senador vitalício, em maio passado. Um dos advogados de acusação, Francisco Bravo, reconheceu a sorte de Pinochet, que a partir de março terá maiores chances de se livrar do processo instruído pelo juiz Juan Guzmán.

Agencia Estado,

01 de fevereiro de 2001 | 19h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.