Andrew Biraj/Reuters
Andrew Biraj/Reuters

Piores chuvas em 60 anos matam 9 em Bangladesh

Choveu mais de 330 milímetros em apenas um dia, deixando ainda milhares de desalojados

Efe

29 de julho de 2009 | 02h40

Pelo menos nove pessoas morreram vítimas das mais intensas chuvas que atingiram a capital de Bangladesh, Daca, nos últimos 60 anos, segundo informaram diferentes veículos de imprensa bengaleses na manhã desta quarta-feira, 29.

 

Os pluviômetros da cidade mediram 290 milímetros de chuva em apenas seis horas, o que representa a mais intensa precipitação registrada na cidade para esse intervalo de tempo nos últimos 60 anos, informou o jornal "Daily Star".

 

No total, a cidade recebeu 333 milímetros de chuva em 24 horas, devido a um núcleo de baixas pressões na baía de Bengala que se uniu às nuvens do ventos de monções e multiplicou seus efeitos.

 

As chuvas torrenciais começaram na segunda-feira à noite e provocaram graves inundações nas ruas e casas da cidade, onde centenas de cidadãos ficaram isolados e sem poder retornar a suas moradias.

 

Na terça-feira, a maioria da população ficou sem sair de casa, enquanto os habitantes das favelas tiveram que se refugiar em edifícios próximos porque seus barracos foram rapidamente inundados.

 

A forte chuva causou atrasos e cancelamentos de voos, além de uma suspensão quase total do transporte ferroviário, fluvial e rodoviário.

Tudo o que sabemos sobre:
BangladeshDacacatástrofes naturais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.