Piratas ameaçam explodir navio seqüestrado na Somália

Os piratas que seqüestraram um navio ucraniano na costa da Somália ameaçaram hoje explodir a embarcação em três dias, caso um resgate não seja pago. "Nós fizemos uma reunião de consultas por mais de três horas hoje e decidimos explodir a embarcação e sua carga - nós inclusive - se os donos do navio não obedecerem nosso pedido de resgate", disse um dos piratas, Sugule Ali, por telefone via satélite.Segundo Ali, a contagem de três dias começa amanhã. A embarcação transportava tanques e outras armas produzidas na Rússia. Inicialmente os seqüestradores pediram US$ 20 milhões de resgate, mas depois reduziram a demanda.A maioria dos 20 tripulantes do MV Faina é ucraniano. O ministro da Defesa ucraniano, Yuriy Yekhanurov, disse que não autoriza o uso da força para encerrar o caso. Seis navios dos Estados Unidos circundam a embarcação, além de helicópteros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.